segunda-feira, 29 de outubro de 2007

BAISE-MOI

Sinopse
Duas mulheres na margem da sociedade são levadas ao extremo quando uma delas é violada e outra é testemunha de um tiroteio em que o seu único amigo é alvejado. As duas mulheres acabam por se encontrar e juntas iniciam uma jornada plena de encontros sexuais e assassínio.

Crítica
Um filme provocador que, de forma hiperbólica, obriga o espectador a confrontar-se com a violência do mundo moderno e as injustiças dos códigos sociais. Um filme-choque que fez história pela sua abordagem muito gráfica da violência e dos actos sexuais.

sábado, 27 de outubro de 2007

VEIO DO OUTRO MUNDO / THE THING

Sinopse
Uma expedição científica Americana ao Antárctico é interrompida por um grupo de Noruegueses que perseguem um cão com o intuito de o abater. O Helicóptero dos Noruegueses perseguidores do canídeo despenha-se não deixando qualquer sobrevivente nem explicação. Durante a noite o cão transforma-se e ataca os outros cães… uma entidade alienígena está à solta e tem a habilidade de se apoderar de outros corpos. Quem é que já foi tomado pela entidade? Eis a questão.

Crítica
Obra do génio Carpenter que data de 1982 mas que contínua a primar pela sua originalidade.
Carpenter criou um ambiente gélido sobre o qual construiu uma densa trama terrífica que desemboca numa “caracterização” espectacular das formas da entidade alienígena.

O ambiente claustrofóbico do filme serve para engrossar o suspense e para nos colar ao sofá.

Arrisco-me a considerar esta a melhor obra de Jonh Carpenter, um Ícone para nós fãs do género.

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

HEROES / HEROIS

Sinopse
Heroes é uma série dramática, criada por Tim Kring, que estreou na NBC no dia 25 de Setembro de 2006. A série conta a história de pessoas comuns que descobrem ter habilidades especiais tais como telepatia, voo, etc. Estes indivíduos logo percebem que estão ligados, e têm como missão evitar a destruição de Nova Iorque e salvar a humanidade.


Crítica
Esta série é fabulosa, vê-se de um só fôlego.

A TVI adquiriu os direitos de exibição, prevê-se a sua estreia, na Televisão portuguesa em meados de 2008.

James Kyson Lee, inicialmente auditado para o papel de Hiro (interpretado por Masi Oka’s), acabou por ficar com o papel de Ando.


quinta-feira, 18 de outubro de 2007

PIRATAS DAS CARAÍBAS : ATÉ AO CONFIM DOS MUNDOS / PIRATES OF THE CARIBBEAN: AT WORLDS END

sinopse
Will Turner (Orlando Bloom) e Elizabeth Swann (Keira Knightley) aliam-se ao capitão Barbossa (Geoffrey Rush) numa busca desesperada para salvar o Capitão Jack Sparrow (Johnny Depp) da alucinante armadilha do cofre de Davy Jones – enquanto o aterrador navio fantasma, O Holandês Voador e Davy Jones, sob o controle da Companhia East India Trading, semeiam a destruição pelos sete mares. Navegando através da deslealdade, da traição e por águas selvagens, eles terão de chegar até à exótica Singapura e enfrentar o matreiro pirata chinês Sao Feng (Chow Yun-Fat). A caminho dos confins da terra cada um deve, finalmente, escolher de que lado está numa titânica e final batalha – pondo em risco não só as suas vidas e destinos, mas deixando a sobrevivência do libertino estilo de vida "pirata" preso por um fio.

(Fonte: www.cinema.ptgate.pt )


Crítica
“(...) há histórias em excesso, para prejuízo directo das personagens principais (que não têm tanta margem para se desenvolverem) e até dos próprios efeitos especiais (que parecem funcionar como mera pirotecnia entre diálogos). O que sobra em duração (quase três horas de filme), falta em equilíbrio, mas nada disto afecta a função do entretenimento.”
Vítor Moura, Premiere

A Minha opinião é… adormeci duas vezes a ver o filme…

Muito tempo para desenvolver uma trama que se concluía em 45 minutos de filme, o primeiro foi fenomenal, o segundo foi bom e este terceiro foi um prolongar agonizante do segundo.

Venha o quarto que é isso que se prevê.

Fica a seguinte nota: A rodagem deste filme começou sem o guião estar concluído. Nota-se…



segunda-feira, 15 de outubro de 2007

PARANÓIA / DISTURBIA


Sinopse
Kale (LaBeouf) tem a vida que muitos adolescentes invejariam - os seus dias resumem-se a jogar computador, navegar na internet, comer fast-food e ver televisão. E, para culminar, Ashley (Roemer), uma rapariga atraente, acaba de se mudar para a casa ao lado. Só há um problema: Kale está em prisão domiciliária depois de ter agredido um professor por mencionar o nome do seu pai, morto num acidente automóvel, e não pode portanto sair de casa. Fechado em casa, Kale - e mais tarde também Ashley - começa a espiar os vizinhos. Tudo começa como um jogo, até que os dois começam a desconfiar que um dos vizinhos (Morse) é um serial killer...

Crítica
Adorei a crítica de Vitor Moura na "Premiere", dai passo a transcreve-la.
“(...) embora tropece várias vezes nas hormonas, vive para o susto. Sobressalta? Várias vezes. Satisfaz? Razoavelmente. Entretém? Sem dúvida. Apesar da fórmula sem novidade, do deslumbre com os gadgets e do final apressado.”
Vítor Moura, Premiere

Quanto a mim gostei do filme, é um óptimo entretenimento com um ritmo capaz de nos manter acordados, embora peque por deixar antever o resultado muito antes do esperado.

Especial destaque para Shia LaBeouf, o mesmo "puto" que brilha em "Transformers", acho que ainda vai dar que falar...

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

COMPILAÇÃO FANTASMAGÓRICA


Aqui fica uma compilação terrífica que encontrei no Youtube.
Verdade ou ficção...
fica ao vosso critério, não aconselhável a pessoas sensíveis.


terça-feira, 9 de outubro de 2007

28 WEEKS LATER / 28 SEMANAS DEPOIS

sinopse
Passaram 28 semanas desde os incidentes que causaram o caos em toda a Grã-Bretanha - um vírus infectou a sua população, transformando-os em criaturas moribundas e esfomeadas por carne humana, conhecidos por os infectados. A NATO, liderada pelos EUA, fez de tudo para extinguir o vírus e encarrega-se em repovoar o país. Mas este vê-se agora ameaçado por uma suposta infecção de uma mutação mais resistente do vírus dentro da área de reabilitação.

Critica
Sequela do "28 Days Later / 28 Dias Depois" de Danny Boyle. Aproveita a receita do anterior junta-lhe mais uma pitada de gor e acelera o ritmo de desenvolvimento, o resultado é um filme para apreciadores que se vê bem, um facto é que nunca poderá ser comparado com o “28 Days Later” de Danny Boyle pois o conceito desenvolvido por Boyle é único e foi subvertido. Não esquecer que Boyle realizou o maravilhoso "Trainspotting" e o falhado "The Beach / A Praia".
Reparem na cena em que um helicóptero decepa as cabecinhas dos zombies… onde é que eu já vi isto!!!!! No acabado de estrear “Planeta Terror” de Rodriguez, será isto um sinal que a originalidade está definitivamente condenada ao pano de fundo dos filmes independentes? Fica a questão.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

BAD TASTE / CARNE HUMANA PRECISA-SE


Sinopse

A população de uma pequena cidade desaparece e é substituída por extraterrestres que procuram carne humana para a sua cadeia intergaláctica de "fast food".


Critica
Lembram-se de Peter Jackson? sim o realizador do aclamado "Senhor dos Anéis", esta foi a sua segunda obra que data de 1987. Simplesmente delicioso, recheado de humor macabro, do melhor que se fez até hoje do género “Comedy-Gore”.

Peter Jackson filmou este filme durante os fins-de-semana no período de 4 anos, usou os seus amigos para interpretarem os papéis principais.

Um clássico para os apreciadores do género juntamente com o “Braindead / Morte Cerebral” também realizado por Jackson.

terça-feira, 2 de outubro de 2007

THE INVISIBLE / INVISIVEL

sinopse
Nick (Justin Chatwin) é um estudante universitário com um futuro promissor até ao dia em que, ao ser confundido com outra pessoa, é brutalmente atacado por uma rapariga perturbada (Margarita Levieva) e deixado às portas da morte. Agora, sem estar morto mas invisível aos olhos dos vivos, o seu espírito apenas consegue observar a busca frenética da sua mãe (Marcia Gay Harden) e da polícia, sem saber que está a apenas algumas horas de realmente morrer.

Critica
Este filme não traz muitas novidades, pega no tema vida pós-morte e desenvolve-o lentamente...

um filme levezinho que se vê em família mas que, julgo, está condenado ao fracasso e ao anonimato. Poderia ter-se tornado um bom filme se tivesse outro tipo de abordagem/realização e um maior orçamento para efeitos especiais.

http://www.imdb.com/title/tt0435670/


SIN CITY / CIDADE DO PECADO


A pedido da Etur aqui vai um destaque à obra-prima SinCity:

sinopse
Sin City é uma cidade infestada de criminosos, polícias corruptos e prostitutas. Marv (Rourke) é um duro que apenas deseja a morte aos responsáveis pela morte do seu único amor, Goldie. Dwight (Owen) é um fotógrafo que tenta proteger Gail de um homem violento. Hartigan (Willis) é um velho polícia que jurou proteger uma stripper, Nancy (Alba). Em Sin City procura-se vingança e redenção.

Critica
"Pura arte no que toca a fotografia em cinema. Uma adaptação da banda desenhada concebida por Frank Miller em 1990."
http://www.devir.com.br/sincity/quadrinhos.htm

"Muitas adaptações foram feitas, mas que na sua generalidade ficaram muito longe no que toca a similaridade e qualidade face à origem. Sin City foi considerada a adaptação mais fiel já feita de uma história de quadradinhos."
http://www.devir.com.br/sincity/filme.htm

Quanto à minha opinião pessoal é um dos melhores filmes que já vi, com um grafismo e uma estilização vindas directamente da obra de Frank Miller. O ambiente "dark" com esboços de cor enfatiza a violência que escorre naturalmente pelas ruas de Sin City.

5 estrelas para Rodriguez que adaptou esta obra na perfeição.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

GRINDHOUSE: PLANET TERROR / PLANETA TERROR


Sinopse
Depois de uma arma biológica experimental ser libertada, tornando centenas de pessoas numa espécie de mortos vivos, cabe a um grupo de sobreviventes eliminar os infectados e os responsáveis pela libertação da arma biológica.

Crítica
Segundo filme da dupla Tarantino/Rodriguez em tributo aos filmes Grindhouse dos anos 70. A segunda pérola depois do primeiro “Death Proof”. Serviu também como tributo ao mestre Jonh Carpenter.

Robert Rodriguez não deixa os seus créditos por mãos alheias e brinda-nos com um filme recheado de bons momentos de uma criatividade impressionante, sem dúvida um regresso ao passado para os frequentadores de cinemas dos anos 70. Destaque para o trailer no inicio do filme que, em principio, vai resultar numa longa-metragem realizada por Rodriguez, a estrear em 2009. Ficamos a aguardar impacientemente.
Como não podia deixar de ser Tarantino faz uma "perninha" na actuação, assim como o filho de Rodriguez.