quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Sweeney Todd - O Terrível Barbeiro de Fleet Street



Sinopse
Um simples barbeiro londrino, Benjamin Barker, mais tarde conhecido por Sweeney Todd (Johnny Depp), vê a sua vida desmoronar-se quando o malvado Juiz Turpin (Alan Rickman) o manda para a prisão, castigando-o por um crime que não cometera. Quinze anos depois, com a ajuda do marinheiro Anthony Hope (Jamie Campbell Bower), sai da prisão, pronto para se vingar de todos os que o separaram da mulher e da filha. Abre a sua loja por cima da loja de tartes de carne da Mrs. Lovett (Helen Bonham Carter), e juntos iniciam a vingança de Todd, tudo para que este fique com a sua filha Johanna (Jayne Wisener), prisioneira do terrível Juiz Turpin. Mas Sweeeny Todd ainda vai ter de enfrentar o seu rival, Signor Adolfo Pirelli (Sacha Baron Cohen), um barbeiro de rua, assim com o acompanhante do Juiz Turpin, Beadle Bamford (Timothy Spall). [por Ines]
In "CinemaPTGAte"

Opinião
Finalmente estreou a última tão aclamada obra de Tim Burton, novamente Burton não deixou os seus créditos por mãos alheias e presenteou-nos com um musical macabro que vai muito além de um mero musical.
Burton pega em Sweeney Todd, espécie de Conde de Monte Cristo munido de navalhas de barbeiro em vez de espada, e transforma-o num filme negro acentuado por uma Londres escura e putrefacta tal como os sentimentos do protagonista.
Ninguém melhor do que Depp para encarnar este papel que lhe assenta que nem uma luva e o afasta do agastado pirata transfigurado, Helena Bonham Carter é a cereja no topo do bolo, não é por acaso que Burton "não larga" estes dois actores, eles encarnam perfeitamente todas as manifestações cinematográficas de Burton.
Um filme para ver e rever que nos deixa um paladar sanguíneo nas papilas gustativas.
Globos de Ouro para melhor filme e melhor actor, venham lá os òscares...

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Terminator The Sarah Connor Chronicals




Sinopse
Série que retratra a luta diária de Sarah Connor e do seu filho John Connor contra a criação do sistema de rede Skynet para evitar o "Armageddon".
Situa-se, cronologicamente, logo depois dos acontecimentos do "Terminator 2".

Opinião
Esta série remete-nos para o melhor que a saga terminator tem, os efeitos especiais são requintados e a "non-stop action" está presente não nos deixando bocejar nem por um segundo.
Summer Glau interpreta maravilhosamente bem o papel de ciborg protector, o papel do cyborg perseguidor é que podia ser melhorado, sendo também de evitar os barulhinhos de "nheeeccc, nhecccc, zzzzttt" algumas vezes que ele se desloca.
Estou a acompanhar esta série, apresentada pela FOX, e até à data (3 episódios vistos) estou surpreendido pela positiva pelo que aconselho o seu visionamento.
Venham mais episódios que estou à espera...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Beowulf e Grendel - A Lenda dos Vikings


Sinopse
Adaptado de um poema Anglo-Saxónico intitulado “Beowulf”, este filme narra a aventura de um guerreiro nórdico e a sua luta contra o “monstro” sanguinário Grendel. Beowulf lidera um grupo de guerreiros que atravessa o mar para livrar uma vila de um monstro que mutila os seus aldeões. O Monstro “Grendel” não é uma criatura com poderes místicos mas sim um monstro de carne e osso.

Opinião
Esta é uma adaptação de 2005 (Canadá, Reino Unido e Islândia) da lenda nórdica de Beowulf. O filme é maravilhoso, não tanto por desencadear cenas de acção desenfreadas mas sim pela sua fotografia, enquadrando paisagens lindissimas que reflectem o ambiente da lenda. Se ainda não viram o Beowulf, de Robert Zemeckis, vejam primeiro este e comparem duas maneiras completamente diferentes de abordar o mesmo tema, sendo as duas maravilhosas resultam em produtos tão diferente como o dia da noite. Recomendo vivamente.

sábado, 19 de janeiro de 2008

Beowulf




Sinopse
No tempo dos heróis, surge o guerreiro mais poderoso de todos eles, Beowulf. Depois de destruir o indomável demónio Grendel, ele atravessa-se no caminho da mãe sedutora da besta, que utilizará todos os meios possíveis para garantir a vingança. A batalha épica que se segue ressoa através dos tempos, imortalizando o nome de Beowulf.
Opinião
Adorei a qualidade desta animação, damos por nós a decidir se os seios da Anjelina Jolie são verdadeiros ou não, lá bem desenhados eles estão...
Seios à parte, gostei desta incursão do Zemeckis pela animação 3D, leva-nos para um mundo de fantasia baseado numa obra nórdica que já conheceu uma versão cinematográfica. A versão nórdica marcou-me pela positiva pelo que lhe dedicarei o meu próximo post.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Descubra as diferenças

Numa das minhas deambulações pela Net descobri um site maravilhoso: www.theasylum.cc reparem, é um site de uma produtora cinematográfica de Hollywood que, pura e simplesmente, pega em grandes produções e faz a sua versão. São produzidas em série cópias descaradas de blockbusters (Rip off's), os resultados são hilariantes.
Os protagonistas... este são, na maioria dos casos, os reis da série B: Mark Dacascos e C. Thomas Howell.

Descubram as diferenças nos trailers:

















The DaVinci Code

Vs

The DaVinci Treasure







Existem muitos mais Rip Off's para analisar no site, aproveitem para passar um bom bocado com a falta de originalidade Hollywoodesca.

"Founded in 1997, The Asylum is a motion picture production, financing, and worldwide distribution studio. With facilities in Hollywood, California, The Asylum fully finances and produces 10-15 titles per year and its North American home entertainment division has released over three hundred titles to date.
"

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Jogos Mortais 4 - A Revelação / Saw 4



Sinopse
Jigsaw ainda persegue os vivos em Saw IV (Jogos Mortais), forçando-os a apreciar a vida ou encarar a morte. Como uma continuação de Saw III, Jeff deve encontrar a sua filha e escapar do prédio onde ambos estão confinados e prestes a morrer. Depois de encontrar outra fita de Jigsaw, Jeff percebe que pode haver uma nova peça nos Jogos Mortais, que ele deve decifar antes que seja tarde demais.
[por oxymedia]

Opinião
Mais um capítulo da saga Saw dirigido pelo realizador do II e do III (Darren Lyn Bousman). Mais uma vez se prova que as receitas de sucesso são aproveitadas ao máximo, resultando em filmes que se distanciam dos originais em qualidade, neste caso sempre temos o gore para nos divertir.
Se não viu nenhum dos anteriores não vai perceber patavina da sequência deste, pois resulta como uma espécie de fechar da saga, isto até decidirem mandar cá para fora um "Saw 5 - The Prequel... The Beginning..." ou coisa do género, esperemos que não.
O melhor são os primeiros minutos que demonstram a autópsia do corpo de Jigsaw.
Vale a pena ver para arrumar a saga, mas não deixa marca.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

O Exorcista / The Exorcist



Sinopse
Regan Teresa MacNeil (Linda Blair) é um criança adorável e extrovertida que do dia para a noite muda drasticamente o seu comportamento. A mãe, a actriz Chris MacNeil (Ellen Burstyn), é a testemunha de fenómenos bizarros que envolvem a sua filha, inexplicáveis para comunidade científica médica e psicológica. Até que um dia alguém lhe sugere um exorcismo, e partir daí tudo faz sentido - Regan está possuída por algo maléfico que diz ser o próprio Diabo...
[por Hugo Gomes]

Opinião
Um Clássico sem dúvida, uma das obras primas do Terror. Realizado por William Friedkin (Os Incorruptíveis contra a droga), com Linda Blair a encarnar a criança possuída.
O filme destaca-se pela caracterização da posse, com notáveis efeitos especiais para o ano em que foi realizado (1973).
Quem não se recorda da cabeça a rodar totalmente sobre o corpo... e o bolsar em jacto de um líquido verde viscoso... se não se lembra é porque ainda é muito novo para ver este tipo de filmes.
Sempre que se fale de terror tem que se falar do "exorcista", é uma das poucas obras que fizeram história e deixaram marca no cinema de terror.
Lembro-me que, quando vi o filme pela primeira vez, andei uns meses sem conseguir dormir sozinho tal foi o trauma. Para vos dizer a verdade ainda hoje não o consigo ver sozinho às escuras :)
Não podia deixar de o mencionar no Blog.

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

RENASCIMENTO - RENAISSANCE



sinopse
(In "CinemaPTGate")
Paris, 2054. Todos os movimentos são monitorizados e registados, nesta cidade fechada e isolada do resto do Mundo por segurança. Quando uma das mais promissoras cientistas da maior empresa da cidade é raptada, é chamado Barthelemy Karas (Craig), um agente com fama de encontrar tudo a qualquer custo. À medida que vai avançando com a investigação, Karas fica com sensação de que não é o único no rasto da cientista, e todas as suas testemunhas acabam por morrer...

Opinião
Uma obra de animação simplesmente divinal, do melhor que já vi, com uma fotografia magnífica salientada quando a chuva invade as ruas.
O filme surgiu perante mim como um "Blade Runner" animado e envolveu-me de tal maneira que fiquei desesperado quando terminou.
Um "must see" e "must have" sem qualquer dúvida.
De um autor francês chamado "Christian Volckman", também responsável pela curta "Maaz" que pode ser vista mais abaixo.

trailer


MAAZ (1999):


A INVASÃO (THE INVASION)



sinopse
O misterioso despenhamento de uma nave espacial leva à terrível descoberta que um alienígena se encontra nos escombros. Todos os que entram em contacto com ele estão a sofrer alterações inexplicáveis. A psiquiatra Carol Bennell (Kidman) e o seu colega Ben Driscoll (Craig) descobrem a verdade por detrás da epidemia: as vítimas são atacadas durante o sono, ficando fisicamente intactas mas estranhamente desumanas. Com o alastrar da infecção, a única esperança de Carol é manter-se acordada o tempo suficiente para encontrar o seu filho, que poderá ter a solução para a devastadora invasão...
In "Cinema PTGate"

Opinião

Ora aqui está um filme com o qual não vale a pena perder tempo. Quanto a mim este remake, mais um, do original e muito bom "Invasion of the Body Snatchers" de 1956, não resultou minimamente. Nem a actuação da belíssima Nicole salva este filme que parece ter brotado de uma análise descuidada da cinematografia dos anos 50 e 60. Mais uma vez, e estão a tornar-se demasiadas, Hollywood peca pela falta de originalidade.
A única coisa positiva deste filme foi, para Daniel Creg, o facto de durante as filmagens ele receber a notícia de que tinha sido o escolhido para encarnar o mitico James Bond.
Passem ao lado.


sábado, 5 de janeiro de 2008

30 Dias de Escuridão - 30 Days of Night



Sinopse
Todos os Invernos, durante 30 dias, Barrow, uma vila isolada no Alaska, vê-se mergulhada em completa escuridão. É um período difícil em que a maioria dos habitantes migra para Sul. Mas certo Inverno surge na vila um misterioso grupo de desconhecidos: são vampiros sedentos de sangue, determinados em tirar partido das intermináveis trevas para se alimentarem dos habitantes que permanecem na vila. O xerife de Barrow, Eben (Josh Hartnett), a mulher Stella (Melissa George) e um grupo cada vez mais pequeno de sobreviventes têm de dar tudo por tudo para se aguentar até ao amanhecer...

Crítica
Adaptação da BD com o mesmo título de Steve Niles e Ben Templesmith. Steve Niles tem um estilo muito próprio que se caracteriza pela escuridão dos seus grafismos e por uma representação fria do melhor que à do terror, aconselho vivamente a sua outra obra de BD que já se encontra traduzida para português cujo título é: "Freaks - No Coração da América". Li ambos os trabalhos (30 Dias de Escuridão e Freaks) em passagens pela FNAC, quando acompanharem alguém às compras e não estejam para ai virados aproveitem o tempo e ponham a leitura em dia.
Quanto ao filme, embora este tenha passado uma tanto despercebido pelas salas de cinema e tenha tido críticas negativas, acho que encarna perfeitamente a BD e adorei ambos. Tem uma estilização muito própria, adorei a caracterização do lider dos vampiros. É um dos filmes que irá ficar registado na minha memória e que irei visualizar mais vezes de certeza. Quanto a mim aconselho vivamente, julguem o filme depois de o verem e não de deixem embarcar pelas críticas negativas que são normalíssimas no que toca ao género de terror.
Josh Hartnett a encarnar o papel de heroi sacrificado.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

NOVIDADES

Ora aqui estão dois filmes que me deixam num estado de ansiedade absoluta enquanto espero pela sua estreia:
  • "Sweeney Todd" do mestre Tim Burton que, como não podia deixar de ser, inclui no seu elenco Johnny Depp e Helena Bonham Carter. O filme é baseado num musical famoso da Broadway que relata a história de um barbeiro degulador. Estreia prevista para 31 do corrente.
Trailer
  • "Midnight Meat Train" vindo directamente da obra "livros de sangue" escrito por Clive Barker. O livro, que faz parte da minha prateleira, é uma compilação de contos fantásticos onde Clive Barker expressa toda as suas vertentes aterrorizantes em descrições densas e perturbadoras. Só pelo enredo vale a pena angustiar até ver o filme. História de um Serial Killer que actua no Metro, de salientar o final. Estreia prevista para 18 de Maio, tanto tempoooooooo...

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

EU SOU A LENDA / I AM LEGEND


Sinopse
Robert Neville (Will Smith) é um cientista brilhante, mas nem mesmo ele conseguiu deter um mortal e incurável vírus criado pelo Homem. Sendo de alguma forma imune, Robert é agora o último sobrevivente do que resta da cidade de Nova Iorque e, talvez, do mundo. Por três anos, Neville tem desesperadamente tentado contactar outros possíveis sobreviventes via rádio, nunca perdendo a fé. Mas ele não está só. Vítimas mutantes da praga - O
s Infectados - escondem-se nas sombras... observando cada passo de Neville... esperando que ele cometa o fatal erro. Talvez sendo a última esperança da humanidade ele tem por missão encontrar uma maneira de desfazer os efeitos do vírus usando o seu próprio sangue, mesmo sabendo que está sozinho e com o tempo a escassear.

Critica

Aqui está uma estreia que veio aquecer este morno fim-de-ano cinematográfico. O filme é bom, obviamente muito se devendo aos efeitos especiais que o compõem. Destaco as cenas de uma Nova Yorque pós "Infecção", é fantástico vermos leões a passear pela Time Square.

Quanto a Will Smith já se tornou um hábito velo nestes registos de ficção, registos estes que lhe assentam que nem uma luva.
Vale a pena ver tanto pela acção como pela fotografia da "abandoned New York".