sexta-feira, 4 de julho de 2008

El Orfanato




"Un cuento de amor. Una historia de terror."


Sinopse
Laura passou os anos mais felizes da sua infância num orfanato à beira mar, acarinhada pelos responsáveis e pelos seus companheiros órfãos, que ela amava como irmãos e irmãs. Agora, trinta anos depois, ela regressa com o seu marido Carlos, com Simon, o seu filho de 7 anos e com o sonho de recuperar e reabrir o há muito abandonando orfanato como um lar para crianças deficientes. O novo lar e a sua envolvente misteriosa despertam a imaginação de Simon e o rapaz começa a contar um emaranhado de histórias fantásticas e de jogos não tão inocentes... Um enredo de histórias que começam a perturbar Laura, levando-a para o estranho universo da criança recordando-a de memórias extremamente inquietantes da sua própria infância. À medida que o dia da inauguração se aproxima, a tensão na família aumenta. Carlos permanece céptico, acreditando que Simon está a inventar tudo numa tentativa desesperada por atenção. Mas Laura, a pouco e pouco, convence-se de que algo terrível, há muito escondido, está à espreita nesta velha casa. Algo à espera de aparecer e infligir danos horríveis na sua família...
In "CinemaPTGate"

Opinião
Um filme produzido pelo Mestre Guillermo Del Toro só podia resultar numa película brutal.
Achei o filme muito bom, tanto ao nível do enredo como ao nível da representação. O terror vai mais além do comum e torna-se psicótico, suportado numa temática muito sensível: as crianças.
O enredo, apesar de se ir desvendando fácilmente, consegue manter uma linha concreta e bem construída, é um dos filme que nos faz olhar à nossa volta, se o estivermos a ver sozinhos, e nos prende do princípio ao fim.
De salientar o facto de estarmos a falar, novamente, de uma obra europeia (Espanha) bastante premiada, mais uma vez se prova que o fantástico e terror está muito vivo no velho continente. Nuestros Hermanos brindam-nos com este filme depois do perturbante "REC".
De Espanha "Não vem bom vento nem bom casamento" mas veem bons filmes...
Portugal, vamos lá a acordar para o terror condimentado com bons efeitos especiais.

2 comentários:

Passageiro disse...

Não preciso dizer como simpatizei com esta película; é um drama muito bem arquitetado, e fala sobre tema comum recorrente em produções de horror, o amor maternal. Bom ver que tem colocado trailers do Youtube nos posts, torna-os mais interessantes.

>> Estou testando para breve uma versão em site próprio do blog "de olhos abertos", espero que goste, aos moldes do www.filmes-de-terror.com
Abraço

Carne fresca disse...

Eu também espero que um dia Portugal abra os olhos para este tipo de filmes.

O cinema de terror europeu (neste caso, Espanha)tem qualidade e está a tornar-se muito popular.
É uma tendência a seguir pelos portugueses...