segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Blindness / Ensaio sobre a cegueira







Sinopse
Uma cidade é devastada por uma epidemia instantânea de "cegueira branca". Face a este surto misterioso, os primeiros indivíduos a serem infectados são colocados pelas autoridades governamentais em quarentena, num hospital abandonado. Cada dia que passa aparecem mais pacientes, e esta recém-criada "sociedade de cegos" entra em colapso. Tudo piora quando um grupo de criminosos, mais poderoso fisicamente, se sobrepõe aos fracos, racionando-lhes a comida e cometendo actos horríveis. Há, porém, uma testemunha ocular a este pesadelo: uma mulher, cuja visão não foi afectada por esta praga, que acompanha o seu marido cego para o asilo. Ali, mantendo o seu segredo, ela guia sete desconhecidos que se tornam, na sua essência, numa família. Ela leva-os para fora da quarentena em direcção às ruas deprimentes da cidade, que viram todos os vestígios de uma civilização entrar em colapso. A viagem destes é plena de perigos, mas a mulher guia-os numa luta contra os piores desejos e fraquezas da raça humana, abrindo-lhes a porta para um novo mundo de esperança, onde a sua sobrevivência e redenção final reflectem a tenacidade do espírito humano.
in"CinemaPTGAte"
Opinião
Adaptação da magnífica obra literária de Saramago "Ensaio Sobre a Cegueira".
Como acontece na maioria das adaptações ao cinema de obras literárias, também este filme não se cola ao livro, quanto a mim são dois mundos distantes tocados apenas por um fio condutor, o argumento.
O filme é bom e retrata o pior da humanidade em situações de crise, contudo, pega no argumento do livro, carrega no acelerador e, nas partes finais, omite muito da obra que julgo essencial para se passar a mensagem completa.
De salientar o facto do elenco ser de luxo, apesar de eu achar que algumas interpretações ficam muito aquem do habital, entre elas a de "Gael Garcia Bernal".
Acho que vale enquanto filme e falha enquanto adaptação de obra literária.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Rovdyr







SINOPSE
Verão de 1974, quatro jovens amigos, Camilla e seu namorado Roger, além de Mia e seu irmão Jørgen, planearam um relaxante fim de semana acampados na mata. Depois de um longo percurso numa região no meio do nada, eles começam a perceber que podem estar no caminho errado. Ao parar numa estação de serviço, os jovens tentam comunicar-se com o pessoal da região a fim de se localizarem. Ao sairem do local, dão boleia a uma desconhecida que, depois de um tempo de passeio, pede que eles parem o carro. Ela está assustada. Alguém está lá fora. Alguém que os quer apanhar.
Os jovens perdem a consciência e acordam no meio da mata. Não há nada ao redor, apenas árvores escuras. Mas, alguém está caçando por lá...e eles são as presas.
Os novos acontecimentos farão com que eles revejam os seus conceitos, e façam diversas escolhas para salvar a própria pele. É uma questão de sobrevivência...custe o que custar.

OPINIÃO

Filme Norueguês que explora o universo slasher. Imagine que Leatherface decidiu passar umas férias na Noruega convidando alguns amigos e deixando de lado a moto-serra, se imaginou acabou de construir o argumento deste Rovdyr.
Apesar de o conceito não ser original, é sempre bom ver este género cinematográfico a vingar pela Europa, apesar de continuar a ser considerado cinema "de segunda" (para não dizer de terceira), Pelo que tenho observado acho que o género "terrorifico" está a ganhar terreno na Europa.
Uma mais valia do filme são as cenas cruas dotadas de um realismo impressionante.
Afinal da Noruega não vem só o bacalhau... por vezes alguns bons filmes também dão à costa.
Takk for norsk film.