sábado, 10 de janeiro de 2009

Peur[s] du Noir / Medo[s] do Escuro







SINOPSE
O asqueroso toque de pernas de aranha na pele nua...
Ouvir ruídos inexplicáveis durante a noite...
Uma grande casa vazia na qual você sente uma presença ...
A agulha de uma seringa que se aproxima inexoravelmente ...
Uma coisa morta preservada num frasco com formol...
O olhar de um grande cão que mostra os dentes...
Tantas emoções que temos vivido, em um momento ou outro, como os arquitectos do caminho que conduz a uma linha no solo da angústia.
Seis grandes escritores e designers gráficos animaram os seus piores pesadelos, garras, papel afiado, canetas como bisturis, apagando as cores, mantendo apenas a dureza da luz e as sombras da tinta preta.
Suas histórias interligadas formam uma única pintura, onde fobias, repulsas e sonhos despertam para a vida.

OPINIÃO
Que bela conjugação: uma animação deliciosa com traços tão distintos e de uma obscuridade completamente envolvente com argumentos fantásticos que são a razão da nossa existencia.
Considero este filme, composto por vários pequenos contos, como sendo uma obra prima que consegue, só com recurso a 2 tonalidades, construir um universo tão negro e macabro quanto possível.
Os diferentes estilos utilizados surgem-nos como um alinhar do melhor grafismo que conheci.
Explorem o site oficial, vejam o filme e deixem-se envolver pelas sombras magistralmente representadas no ecran.
É sem dúvida um filme a ver, a reter e a guardar.