segunda-feira, 30 de março de 2009

SPLINTER



SINOPSE
Um jovem casal e um fugitivo estão presos e isolados num posto de abastecimento, eles lutam contra um perigoso e estranho parasita que se transforma e se mantem vivo através do alojamento em seres vivos.

OPINIÃO
Com um enredo muito simples o filme resulta e consegue criar um ambiente inquietante.
É daqueles filmes básicos assente em três pilares (criatura, sobreviventes, refúgio) que consegue cativar o espectador e tem alguns "toques" do que melhor se vê do género.
O filme prende pela caracterização linear apoiada em actuações consistentes, é daqueles filmes que surpreende pela positiva e não pela negativa como tem vindo a acontecer com outros títulos do género.
Faz parte do lote escolhido para a 1ª Mostra de cinema Fantástico exibida no cinema londres (fds 27/03, ver mais em Bela Lugosi is Dead).
Apesar dos efeitos especiais não serem muito desenvolvidos o filme convence, um pequeno senão é a falta de... não vou comentar pois estaria a revelar uma parte essencial do filme, descubra você mesmo.


sábado, 28 de março de 2009

THE GRUDGE 3


SINOPSE
Uma jovem japonesa sabe como acabar com a maldição que começou com o assassínio da sua irmã, ela viaja até Chicago à procura da maldição que se manifesta num prédio onde uma família luta pela sobrevivência. Tendo como objectivo sossegar os espíritos familiares, ela une-se à família assombrada numa luta contra o mal.

OPINIÃO
Os cabeludos branquelas estão de volta...
Este terceiro título da "série" não tem nada de novo, muito pelo contrário, toda a trama desenrola-se num mesmo ambiente tornando-se asfixiante o facto do filme se passar todo dentro de um prédio.
Gostei da primeira adaptação (uma das bombas que fez explodir os remakes americanos de filmes de terror japoneses) e da segunda também, quanto a este não sei de onde surgiu mas, de certeza, que não se trata de um remake pois não estou a ver o cinema japonês tão pouco ambicioso, o facto é que também não estou nada interessado em saber as raizes deste filme.
Enfim, se for um fã acérrimo desta saga veja o filme e desiluda-se.
Nem sequer teve o ónus de me fazer dar um saltito!!!


domingo, 22 de março de 2009

Martyrs




SINOPSE
França, começo dos anos 70. Lucie uma garota de 10 anos, esteve desaparecida por um ano quando é finalmente encontrada numa estrada, louca e desorientada, sem conseguir contar o que aconteceu. Seu corpo apesar de maltratado não tem indícios de violência sexual, o que dificulta a identificação do responsável pelo seu desaparecimento. 15 anos depois ela está completamente fora de controle, em busca dos responsáveis por todo aquele sofrimento.
OPINiÃO
O cinema de terror francês dá cartas novamente, sem dúvida França despertou para o género e de que maneira... temos assistido a titulos fenomenais provenientes de França sendo de destacar o perturbador "A L'interieur".
Este título segue a mesma senda, tornando-se cru, visceral levando-nos a enjoos perante o desenrolar da trama. É precisamente a trama que, quanto a mim, é um dos pontos mais fortes do filme, inicialmente parece que estamos perante um bom filme de terror mas cujo argumento é muito básico não trasendo nada de novo, uma ilusão de óptica, o desenrolar da trama levamos a um enredo muito mais complexo do que parece à primeira vista.
Aliando-se o muito bom argumento a actuações convincentes e a uma crueza estilizada nas cenas de tortura, consegue-se um filme espectacular, concerteza vai despertar polémicas principalmente do outro lado do oceano.
O Realizador Pascal Laugier poderá ser responsável pelo argumento e realização de um novo "Hellraiser" em 2011, estamos perante mais um aproveitar do talento europeu em Hollywood? espero que não pois alguns dos resultados anteriores foram desastrosos.
Bom resta-nos ficar a salivar por este "Hellraiser".


quarta-feira, 18 de março de 2009

They Wait





Sinopse
Depois de viver em Xangai durante três anos, Sarah (Rei), o seu marido, Jason (Chen), e o seu filho, Sammy (Oye), retornam para a América do Norte para um funeral da família. Mas algo estranho está acontecendo. Sammy começa a ver fantasmas e, em seguida, fica gravemente doente. Medicina ocidental tradicional não lhes dão nenhuma esperança. Sarah visita um misterioso farmacêutico que avisa que seu filho está sendo mantido como um morto vivo. Sarah deve descobrir o que os espíritos querem para poder salvar seu filho. O tempo é da essência, uma vez que o sol nasce no dia seguinte, o último dia do mês são dos fantasmas. Eles podem estar perdidos para sempre.

Opinião

Apesar do filme não trazer nada de muito novo nem invador, devo confessar que me fez saltar da cadeira 3 vezes.
Não gostei das actuações e achei o filme muito morno, poderia ter mais recursos tais como um melhor desenvolvimento da trama condimentado com mais efeitos especiais ou, até, melhores escolhas para a representação.
É um daqueles filmes que passam directamente para vídeo (em Portugal) sem ser merecedor de mais destaque, foi por acaso que encontrei este título e resolvi dar-lhe uma olhadela.
Apesar de não ser muito bom consegue-se ver bem, contudo, e dada a "resma" de filmes de terror que temos à disposição nos tempos que correm, poderá ser preterido em prol de melhores obras.
Destaque para uma pequena aparição de Michael Biehn.

terça-feira, 10 de março de 2009

Let the Right One In / Låt den rätte komma in







SINOPSE
Oskar, um garoto ansioso e frágil de 12 anos, é frequentemente provocado por seus colegas de classe mais fortes, mas nunca se defende. O desejo do menino solitário por um amigo se concretiza quando ele conhece Eli, uma garota da mesma idade, que se muda para a vizinhança com o pai. Séria e pálida, ela só sai de casa à noite e não parece ser afetada pelas baixas temperaturas. Coincidentemente, a cidade começa a ser assombrada por uma série de assassinatos e desaparecimentos inexplicáveis. Sangue parece ser o denominador comum a estes crimes, e para um garoto introvertido como Oskar, que é fascinado por histórias horripilantes, não leva muito tempo até ele perceber que Eli é uma vampira. Mas um romance não declarado surge entre eles, e ela lhe dá a coragem para lutar contra seus agressores. Para sempre congelada num corpo de doze anos, com todos os sentimentos e emoções confusas de uma adolescente, Eli sabe que só pode continuar a viver se seguir em frente. Mas quando Oskar finalmente vai para o confronto, ela retorna para defendê-lo usando a única arma que conhece.
OPINIÃO
Ora aqui está mais um filme europeu, desta vez oriundo da Suécia. Quanto a mim acho sempre fantástico o facto de se produzirem filmes europeus de terror e fantástico pois, regra geral, acabam por ser obras bastante interessantes que fogem totalmente ao conceito Mainstream de Hollywood.
Este filme é mais um exemplo de que se consegue fazer um filme espectacular sem recurso a grandes orçamentos e efeitos CGA ultra sofisticados.
O filme é também o reflexo da sociedade Sueca que não tem o calor latino, o representar arrastado é reflexo disso, contudo a abordagem é muito boa e centrada num ambiente pueril que infiltra o mal na mais pura inocência. Vai muito mais além do que a vulgar história de vampiros e torna-se na narrativa de um amor inocente (pelo menos por uma das partes) confluindo num romance macabro tendo como pano de fundo outras condicionantes tais como o tão falado "Bullying".
Sugiro o visionamento deste filme e logo a seguir do "Twilight", peguem num papel e anotem as diferenças.
Obviamente este não é um filme do qual se pode esperar rios de sangue e gore, é uma boa desintoxicação dos maus filmes que se têm feito.
Teve nota 8.2 no IMDB!!! parece que desta vez estou de acordo com a maioria da malta do IMDB, finalmente.



Twilight


SINOPSE
Bella Swan (Kristen Stewart) foi sempre um pouco diferente, nunca se preocupando em ser uma das miúdas com estilo da sua escola secundária em Phoenix. Quando a sua mãe volta a casar e Bella vai viver com o seu pai na chuvosa pequena cidade de Forks, Washington, ela não espera grandes mudanças. Então conhece o misterioso e fascinante Edward Cullen (Robert Pattinson), um rapaz diferente de todos os que já conhecera. Inteligente e divertido, ele vê a beleza interior de Bella. Rapidamente, Bella e Edward são levados por um apaixonado e decididamente pouco ortodoxo romance. Edward consegue correr mais rápido que um leão, consegue parar um carro em andamento com as suas próprias mãos - e não envelhece desde 1918. Como todos os vampiros, ele é imortal. Mas não tem presas e não bebe sangue humano; Edward e a sua família são únicos entre os vampiros na sua opção de vida. Para Edward, Bella é tudo aquilo por que ele esperou durante 90 anos - uma alma gémea. Mas quanto mas próximos eles ficam, mais Edward tem de lutar para resistir ao apelo animal do seu cheiro, que o poderia transportar para um delírio incontrolável. Mas o que irão Edward e Bella fazer quando James (Cam Gigandet), Laurent (Edi Gathegi) e Victoria (Rachelle Lefevre), os Cullens’, inimigos mortais dos vampiros, chegarem à cidade, à procura de Bella?
In"CinemaPTGate"
OPINIÃO
Finalmente assisti a este filme, é sem dúvida um "bonito" filme, cheio de estilo teenager condimentado com um romance cor-de-rosa ou talvez cor-de-sangue.
Compreendi a razão do filme ter sido amado pelo público mais jovem, contudo quanto a mim falta-lhe garra, talvez um toque de "Lost Boys" resolve-se a questão.
Esteticamente o filme é realmente engraçado, tanto pela fotografia como pela caracterização vampírica, podemos até considerar que tem o toque feminino da realizadora, mas está muito longe de ser um filme de terror, não tem nenhuma cena forte nem apela ao lado mais negro dos vampiros, é, como já referi, um filme limpinho que acaba por se tornar um romanceco que poderia ter sido explorado de outra forma em deterimento da caracterização "betinha" das personagens.
É importante ressalvar que se trata de uma adaptação de um livro (que não li) considerado como um romance de apelar ao saco lacrimal.
É exactamente o que esperava deste filme, não tive nenhuma surpresa, venha lá a sequela de preferência com muito mais sangue.




quarta-feira, 4 de março de 2009

Feast 3 - Happy finish







Sinopse
Continuação do 2.º Feast, o grupo de sobreviventes continua a tentar fugir ao apetite selvagem dos monstros, pelo caminho encontram novos sobreviventes que, regra geral, não duram muito.

Opinião
A minha opinião em relação a este 3.º Feast é exactamente a mesma que exprimi em relação ao 2.º que pode consultar em Feast 2
Por vezes as piadas ao longo do filme são tão absurdas como as personagens, como por exemplo o especialista em Karate cujo nome é Jean Claude Seagal (HEHEHEHE).
A tripalhada continua a voar pelo ecran, acompanhada de um leque de cabeças e membros superiores.
O gore está presente para dar e vender, quanto aos monstros parecem-se com alguns mascarados que vi a pavonearem-se em desfiles carnavalescos.
O argumento é nulo e resume-se ao expresso na sinopse, quanto à origem dos monstros continua por explicar, o que interessa é retalhar corpos.
Só para quem gosta de ver gore sem sentido.