quinta-feira, 25 de junho de 2009

THE LAST HOUSE ON THE LEFT







Ora aqui está um filme que me agradou bastante...
Duas jovens são atacadas por um grupo de marginais, este é o começo do enredo que desenvolve uma vingança dos pais de uma das vitímas, sendo caso para dizer: coitadinhos dos mauzões.
Estamos novamente perante um remake de um filme de 1972 com o mesmo título, realizado pelo nosso conhecido Wes Craven. Este de 2009, apesar de não ser realizado por Wes Craven é produzido por ele.
Não vi o original, mas depois de ver este fiquei com vontade. Este é um filme cru com cenas fortes, acentes numa caracterização bastante realista, não peca por exageros costumeiros neste tipo de películas.
A trama é fluida e a conclusão, apesar de ser adivinhada, é consensual com o desenrolar da acção, quanto ao suspense, esse é garantido e está presente em cada segundo da película.
Destaque para as apresentações que têm parametros bastante elevados na sua generalidade.


segunda-feira, 22 de junho de 2009

THE BLOB (1988)



Hoje estou numa de saudosista, assim sendo vou postar acerca de um filme que me marcou.
The Blob é um remake de um filme de 1958 com o mesmo nome.
O argumento é simplista: um "ser" gelatinoso toma conta de uma pequena cidade americana, esta ameaça consome as suas vitímas através de um processo de decomposição gelatinosa (imagine-se a ser derretido por uma goma) contudo o teenager inconsequente está lá para lhe dar luta, interpretado pelo inconfundível Kevin Dillon, quem melhor para encabeçar este papel.
Ok, podem considerar este como um filme da treta, contudo se vivessem numa altura em que conseguir ver filmes de terror ou fantástico, especialmente novidades, fosse extremamente dificil dado ao que existia ao dispor (não tinhamos torrents, video digital, etc) e à concorrência no visionamento destes títulos, iam considerar este filme como uma pérola.
Ainda me lembro que quando finalmente consegui meter a mão neste vhs a fita estava estragada!!! dirigi-me ao videoclube em fúria e quase que matava o tipo, só fui acalmado com a disponibilização de uma cópia em bom estado.
Sem dúvida um filme a rever.

terça-feira, 16 de junho de 2009

THE TRIBE ou THE FORGOTTEN ONES




Aqui está um filme que tinha na calha para ver...
Um grupo de jovens fica naufrago numa ilha na qual existe uma espécie canibal que os perseguirá e tentará incluir no seu menu.
O filme não é nada de especial e não passa de mais um filme que podemos considerar como sendo classe B, por vezes encontramos algumas pérolas nesta tipologia de filmes mas, definitivamente, este não é o caso.
O filme desenvolve-se com perseguições, esticando a trama com as relações conturbadas entre as personagens, contudo nunca consegue criar um fio condutor que nos prenda, nem sequer tem nenhuma cena assinalável que nos permita "arregalar" a vista.
Podia aproveitar o factor "tribo" para criar uma consistência diferente, que passaria pelo desenvolvimento da caracterização dos canibais e pelas razões da sua existência, mas por outro lado, este é daqueles filmes dos quais não se pode esperar mais.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

A ARTE DE ROUBAR



Finalmente temos uma obra portuguesa que tenta "intrometer-se" no panorama global, ou hollywoodesco.
A trama trata de um par de criminosos de segunda que se preparam para o golpe das suas vidas, através do roubo de um quadro de Vincent Van Gogh, contudo o assalto não será tão fácil como parece à primeira vista.
Leonel Vieira tenta internacionalizar este filme, não só com recurso à linguagem (inglês!!!), mas também tentando copiar alguns mestres sendo de salientar Tarantino e os seus ambientes únicos. Podiamos usar estes argumentos para deitar o filme abaixo, pois eu acho louvavel este tipo de cinema em Portugal, embora se recorra aos mesmos realizadores e actores sistemáticamente, tudo bem que Soraia Chaves tem belos argumentos, mas não temos outras actrizes em Portugal??
Venham dai mais Leoneis a inventar, pois é do invento que nachem grandes obras, que se critique mas, acima de tudo, que se faça mais e mais.
Uma nota realmente negativa é a associação que se faz ao filme e ao Brasil, não que tenha nada contra o Brasil, muito pelo contrário, contudo é triste ver os créditos do filme atribuídos ao Brasil, nós já temos tão pouco cinema "Made In Portugal" deixem-nos publicitar o nosso país para desenvolver-mos um pouquinho uma área amorfa.

terça-feira, 9 de junho de 2009

THE DEVIL'S TOMB




Este é mais um filme série B nos quais Cuba Gooding Jr. se tornou especialista vá-se lá saber porquê!!!
O filme conta a história de um grupo de soldados que pretende resgatar um cientista de um complexo governamental subterrâneo, onde se desenvolveu um projecto secreto. O que eles vão encontrar é algo sobrenatural que tem raizes na própria religião.
O filme é de facto muito fraco não trazendo nenhuma mais valia e tornando-se, mais vezes do que o desejado, num absurdo.
Podiamos estar perante um filme que desenvolve-se a sua acção num ambiente claustrofóbico, tão bem explorado noutros filmes, contudo visualizamos um desfilar de personagens que parecem arrastar as suas actuações e só estão ali para garantirem um cachet.
Ron Pearlman dá o ar da sua graça apesar de ser uma participação secundária que não acrescenta nenhuma mais valia ao filme.
É sem dúvida um filme a evitar, é uma perca de tempo a não ser que queira ver Cuba Gooding Jr. caido em desgraça.

sábado, 6 de junho de 2009

FRIDAY THE 13th




Jason está de volta, desta vez pelas mãos de Marcus Nispel também responsável pelo remake de The Texas Chainsaw Massacre de 2003.
Nispel retoma as origens de Jason contando a história desde o facto que originou a fúria de Jason, podemos assim considerar que estamos perante um remake.
Nispel usou a mesma receita de Massacre no Texas conseguindo um bom resultado, o filme foca o que a saga tem de melhor incluindo mortes bem conseguidas, de certeza que não vai defraudar os fãs assim como eu.
Só lamento o facto de não terem recorrido a Kane Hodder para interpretar Jason, quanto a mim este é o actor que melhor encarnou jason tendo-o feito em vários dos filmes.
De destacar as cenas "sensuais" que não podem falhar nesta saga, digamos que alguns elementos femininos estão bem "apetrechados" para o desempenho deste tipo de cenas.
A nota do IMDB é coincidente com a de Massacre no Texas (6.1) muito boa nota considerando o género cinematográfico e o facto de estarmos perante um remake.