segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Backwoods

O argumento do filme é replicável para uma centena de filmes do género: grupo jovem parte num fim de semana de lazer (paintball) cruzando-se com uma orda de "freaks" fanáticos religiosos que seguem segamente uma lider. Ao confundir o grupo de campistas com uma equipa investigadora do FBI, atacam-nos com o intuíto de eliminar os homens e de sequestrar as mulheres para aumentar a prole.
O filme não tem grandes mais valias para o género, contudo é bastante acelerado contendo uns planos de câmara vertiginosos que lhe assentam bem. A banda sonora é boa, acompanhando bem o ritmo perturbador dos cenários.
Se espera carnificina obviamente vai encontra-la, assim como tentaivas ingloriosas de escape.
Quanto a mim, não sendo nada de especial o filme vê-se bem podendo-se até encontrar alguns laivos de filmes como "The Hills Have Eyes" ou até "Sexta-Feira 13".

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Mum and Dad

Um casal de meia-idade dedica o seu tempo a raptar jovens e a tortura-los, alguns têm a "sorte" de se tornarem "parte da família".
Filme de terror Britânico que foi uma das escolhas para exibição na edição do "Motel X" deste ano.
O filme sobressai pela sua crueza, retrato fiel da classe operária britânica, consegue incluir-nos numa demência levada ao extremo por uma família completamente disfuncional.
As figuras parentais são, obviamente, as que se destacam, soberbamente interpretadas por Perry Benson e Dido Miles.
Um filme que consegue criar um clima tenso acentuado pelo ambiente negro reflectido na fotografia e nas personagens muito bem caracterizadas sendo estas, quanto a mim, o melhor elemento do filme.
Mais um bom filme de terror made in UK...



domingo, 20 de setembro de 2009

Red Mist

um grupo de estudantes de medicina deixam de socorrer um jovem incapacitado depois deste sofrer um estranho acidente. Ele entra em coma e uma das jovens resolve testar nele uma nova injecção, mas esta provoca estranhos efeitos colaterais no paciente.
Cada um dos jovens que presenciaram o acidente são assassinados. Será possível que um homem em coma é capaz de matar só com o poder da mente?
Tipico filme de terror "teenager" com os elementos do costume: jovens giros que maltratam alguem e, logo, sofrem as consequências.
Apesar do filme não ser nada de deslumbrante vê-se muito bem e cumpre os objectivos do "teenager slasher", a actuação de Arielle Kebbel é bem conseguida o que se deve em grande parte à sua beleza.
Um filme a ver sem grandes pretenções.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Antichrist

O novo filme de Lars Von Trier gira em torno de uma obsessão e os limites que esta pode atingir.
É um filme soberbo que explora a psicose humana de uma forma magistral, o filme inicia-se com uma sequência simplesmente brutal e termina numa espiral doentia concluindo-se que "nem tudo o que parece é".
Dotado de uma fotografia maravilhosa o filme recorre só a dois actores: Willem Dafoe e Charlotte Gainsbourg que prestam interpretações muito acima da média encarnando perfeitamente as psicoses induzidas pelo realizador.
Um filme diferente para espectadores diferentes, amado por uns odiado por outros, na minha humilde opinião estamos perante o melhor filme de Von Trier sem sombra de dúvida.
Muito mais haveria a dizer sobre este filme...

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Grotesque


Um serial Killer rapta um casal de jovens com o intuíto de os torturar até à morte.
Este filme japonês limita-se a desfilar um desmenbramento de duas personagens, recorre ao efeito gore puro e duro.
Estamos perante um filme "grotesco" que, tal como o nome indica, nos enjoa. Não tem nenhum factor que o consiga elevar a pontos mais altos, é, do princípio ao fim, um filme sem limites que só pretende chocar, o que consegue pois não acredito que ninguém fique indiferente ao desfilar de membros dilacerados com os quais vamos sendo presenteados.
Enfim, uma obra que procura enquadrar-se na fileira de filmes como "Hostel" ou "Saw" mas que está a milhas destes, talvez a uma distancia tão grande como dos Estados Unidos ao Japão.
O fim do filme é completamente absurdo com uma cena (a qual não vou descrever por motivos óbvios) que eleva o filme aos píncaros do absurdo.
Não aconselhável a pessoas sensíveis e a pessoas com bom gosto cinematográfico.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

District 9

Trinta anos passaram desde o primeiro contacto dos aliens com a Terra, entretanto os humanos esperaram por um ataque hostil ou gigantescos avanços na tecnologia, nenhum dos dois factos aconteceu.
Em vez disso, os aliens tornam-se refugiados, os últimos sobreviventes do seu mundo.
As criaturas foram colocadas num lugar improvisado na África do Sul chamado "District 9", enquanto as nações do mundo decidem o que fazer com eles.

Estamos perante um filme que se vai tornar um marco do cinema de ficção cientifica, o enredo é muito bom tendo uma abordagem completamente diferente do que estamos habituados, ao princípio estranha-se mas depois entranha-se.
Produzido pelo mestre Peter Jackson e realizado por um "habitue" dos efeitos especiais, o filme é muito bom e não vai desagradar a nenhum fã de ficção cientifica.
Inicialmente temos a "velha" câmara em movimento tendo os actores como terceira pessoa (onde é que eu já vi isto!!) passado algum tempo avançamos e encarnamos a pele do personagem principal.
Relato de uma sociedade alienígena segregada pela humanidade, pode servir de retrato de muitas minorias desprezadas por aqueles que se julgam melhores e lhe impõem a sua cultura.
5 estrelas...

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Drag me To Hell



Christine Brown, é uma ambiciosa analista de crédito de Los Angeles que namora o professor Clay Dalton. A sua vida está óptima até a misteriosa Mrs. Ganush ir ao banco implorar pelo pagamento da sua hipoteca. Christine fica em dúvida sobre o que fazer: dar um tempo à senhora ou negar o pedido dela, o que causaria boa impressão no chefe da protagonista. A jovem escolhe a segunda opção e despeja Mrs. Ganush da sua casa. Como retaliação, a senhora lança sobre a Christine uma terrível maldição, transformando a sua vida num inferno. Perseguida por um espírito e sem a confiança de seu namorado, ela procura o auxílio de um vidente para salvar a sua alma.
[por rui fernandes] In "CinemaPTGate"

Sam Raimi está de volta ao terror, responsável pela saga de Spider Man e também pelas obras de culto The Evil Dead, Evil Dead II e Army of Darkness, não deixa os seus créditos por mãos alheias com este filme.
Para não variar Raimi imprime uma velocidade invulgar na narrativa fazendo-nos entrar numa espiral de acção/terror que só termina com os créditos finais. Associado está, como não poderia deixar de ser, um humor macabro reflectido sobretudo no regurgitar de líquidos da personagem
Mrs. Ganush.
Uma agradável surpresa que alia efeitos especiais/humor/terror de uma forma magnifíca como só Raimi sabe fazer.
Não perca.