quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Pig Hunt

Quando John leva os seus amigos de São Francisco para uma remota quinta do seu falecido tio para caçar porcos selvagens, parece que será uma caçada típica de um fim-de-semana qualquer. Mas quando John e os seus amigos se aventuram na floresta começam a investigar sobre a triste verdade a respeito da morte do tio de John e a lenda de um porco gigante.

Tentei ver este filme 2 vezes , em ambas adormeci. Não sei se foi pelo cansaço a que tenho estado sujeito ultimamente se foi pelo facto do filme ser realmente muito monótono.
o filme mereceu-me algum crédito pelo facto de ser realizado por James Isaac (Jason X e SkinWalkers), contudo tornou-se numa completa desilusão, as actuações são desastrosas e os diálogos do mais estúpido que existe.
O filme arrasta-se e deixa-se conduzir pela caracterização das personagens, como as personagens são ridículas e levadas ao extremo o filme torna-se também ridículo.
Mas, como nem tudo podia ser mau, o filme tem um aspecto muito positivo: o poster, adorei o grafismo e o design. Vale aqui a velha máxima "Quem vê caras não vê corações".
A banda sonora também não me parece má.
Como hoje em dia a escolha é muita, este é de passar ao lado.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Paranormal Activity

O filme relata as actividades paranormais sentidas por um casal jovem que se mudou à pouco para a sua nova casa.

A abordagem é feita através de "live cam", recurso amplamente explorado após o célebre "The Blair Witch Project".
Supostamente estamos perante um dos filmes mais assustadores de sempre, mas só supostamente, o filme impressionará pessoas sensíveis ao tema, admito, mas, quanto aos restantes, pegarão no comando e farão fast foward ou adormecerão de certeza.
É angustiante a espera a que estamos sujeitos antes de qualquer manifestação do além, manifestações que, na maioria dos casos, são manifestaçõeszitas ou simples ruidos e grunhidos.
Se é impressionável não veja o filme pois este poderá deixar marcas, se não é impresionável tb não veja o filme pois vai acha-lo uma pura perca de tempo.

sábado, 24 de outubro de 2009

UP

Carl Fredricksen, um vendedor de balões de 78 anos, vai, finalmente, realizar o sonho da sua vida, uma grande aventura, quando prende milhares de balões à sua casa e consegue voar à descoberta da América do Sul. Mas ele vai descobrir, tarde demais, que o seu maior pesadelo também embarcou nesta viagem... Um explorador da natureza, super optimista, de 8 anos, chamado Russel.
In"CinemaPTGate"

A Pixar brinda-nos com mais uma magnífica animação, como não poderia deixar de ser, pelo menos não me lembro de nenhum filme da Pixar que não tenha adorado.
Pois é, podemos pegar no pretexto de levar a criançada ao cinema e aproveitar para vermos este magnífico filme que aborda de uma maneira simplesmente genial, inventida, diferente, enternecedora... as aventuras de um idoso e do seu jovem companheiro.
A imaginação colocada ao serviço deste filme resulta num produto que é capaz de apaixonar miúdos e graúdos, denota-se que a Pixar não perdeu nada ao ser adquirida pela Walt Disney, pelo contrário tenho a julgar que a Pixar será a tábua de salvação da Disney.
Deixe-se embarcar neste mundo maravilhoso, se possível em 3 Dimensões, pese contra o facto de em Portugal cada vez que se vê um filme 3 D temos que comprar óculos, o que encarece o bilhete, não precebo por que raio não podemos usar os mesmos óculos várias vezes, será que a malta da Lusomundo e da WB nunca ouviu falar em reciclagem!!!
Este também é bom para desenjoar de tanto "terror" e "tripalhada".
Bons filmes.



quinta-feira, 22 de outubro de 2009

A Perfect Getaway

Um casal resolve passar a lua de mel numa remota ilha do hawaii, tudo parece perfeito até estes saberem que um casal de assassínos está nas redondezas e procura mais vítimas.

Para mim qualquer filme vale a pena ver desde que tenha Mila Jovovich, ela consegue encher qualquer tela.
Bom, no que concerne ao filme, é um thrilher rapido que consegue a proeza de nos enganar, afinal as coisas acabam por não ser bem como esperavamos.
Quando falamos em Hawaii, obviamente, estamos perante paisagens magnifícas que o filme consegue reflectir muito bem, deixamo-nos embalar pela paisagem e, de repente, a acção acelera e colmina com um final asfixiante.
Filme realizado por David Twohy (Pitch Black e The Chronicles of Riddick)
Apesar de não ser nada de soberbo o filme vê-se bem e, nunca é demais dize-lo, vale sempre a pena ver Mila...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

The Hills Run Red

Um jovem fanático por filmes de terror tenta, desesperadamente, encontrar uma cópia de um filme "slasher" à muito desaparecido. O que ele e os seus amigos vão descobrir é que a rodagem do filme nunca acabou e eles serão os próximos protagonistas.

Filme que faz relembrar elguns dos clássicos "slasher" dos anos 70 e 80. A construção do assassíno em série é bem elaborada contudo, mais para a frente, peca pelo exagero do costume: todos adoram andar a esfrangalhar a malta à facada... bem, mas se é um "slasher" do que é estamos à espera!!!
Não gostei muito do filme porque no final fiquei com a sensação de um filme morno que carecia de um pouco mais de acidez, o filme perde-se muito na caracterizaçãço apressada das personagens não deixando muito espaço para umas belas mortes com cenas memoráveis.
Quem gosta de "slashers" não pode deixar de ver mas acho que rapidamente o vai esquecer.

domingo, 18 de outubro de 2009

Surrogates



Os agentes do FBI (Bruce Willis e Radha Mitchell) investigam o misterioso assassinato de uma estudante universitária, relacionado com o homem que ajudou a criar um fenómeno de "substituição" tecnológico que permite às pessoas comprar perfeitas versões robóticas de si próprias - máquinas aptas e bem-parecidas, controladas por telecomando, que posteriormente assumem as suas vidas - possibilitando a cada um desfrutar a vida, indirectamente, através do conforto e segurança da sua casa. O homicídio desencadeia uma investigação para obter respostas: num mundo de máscaras, quem é real? E em quem é que se pode confiar?
In "CinemaPTGate"

Bruce Willis está de volta numa trama futurista que cheira um bocadinho a tentativa de imitar o inimitável e, inicialmente incompreendido, "Blade Runner" (1982).
Também está colado a "I Robot" (2004), logo, com tanta "colagem", não consegue romper a barreira da originalidade, resulta como filme de acção Sci Fi condimentado pela presença de Willis que consegue dar-lhe o seu toque pessoal, Willis fica muito bem a ser espancado, resulta sempre nos seus filmes.
O futuro descrito não recorre muito à caracterização do parque automóvel, como aconteceu noutros filmes do género, passam por lá velhinhos Chevrolets, Prius etc, nada de futurista, o mesmo acontece com o edificado.
Vê-se bem mas deixa um gostinho a falta qualquer coisa... afira você mesmo o quê.

sábado, 17 de outubro de 2009

Doghouse

Seis homens de meia-idade partem numa viagem de fim-de-semana para tentar animar um deles que acabou de se divorciar.
Eles fogem das suas mulheres mas vão encontrar outras ainda piores.

Doghouse retorna o tema zombie, desta vez confinado ao género feminino. É um zombie slasher no seu melhor, a caracterização das "Zombinas" é cuidada diferenciando bem cada uma delas.
Os efeitos especiais cumprem e destacam o humor negro que não poderia faltar aqui, pois estamos perante um filme britânico.
Enfim, estamos perante um festival de exterminação zombie muito divertido, o que se deve em parte à boa caracterização das personagens humanas e zombies, encontramos momentos muito divertidos, por exemplo quando "Bubbles" salta para cima de um dos rapazes.
Realizado por Jake West, responsável pelo louco "Evil Aliens" de 2005.
Um filme a ver largando umas gargalhadas.

Duas das "Zombinas":

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

The Orphan

Depois da perda de um dos seus três filhos, John (Peter Sarsgaard) e Kate (Vera Farmiga) resolvem adoptar uma criança. Mesmo depois de alertados das dificuldades de se adoptar crianças já crescidas, a aparente maturidade e carisma de Esther (Isabelle Fuhrman) conquista-os de imediato. Quando levam Esther para casa, uma série de eventos começam a acontecer o que leva Kate a pensar que se passa algo de errado com a rapariga.
[por Ana]In "CinemaPTGate"

Tenho que começar por dizer que estamos perante um filme soberbo, o argumento é muito inteligente nunca deixando antever o climax final.
São 2 horas sem fôlego à espera do que vai acontecer a seguir, as personagens e respectivas interpretações estão ao nível do filme, tendo que destacar, obviamente, o papel de Isabelle Fuhrman como Esther que, com doze anos, consegue uma interpretação muito acima da média.
Quanto ao realizador Jaume Collet-Serra, podemos destacar o seu remake de 2005 de "House of Wax" (com Paris Hilton!!), contudo acho que os créditos deste Orphan têm que cair directamente nos escritores David Johnson (argumentista) e Alex Mace (história).
Uma viagem alucinante que, certamente, lançará Collet-Serra numa qualquer super produção futura.
De 0 a 10 dou-lhe nota 9.

PS. Rita, corre para veres o filme pois não sabes o que perdes se não o fizeres...


segunda-feira, 12 de outubro de 2009

9


Quando 9 acorda encontra-se num mundo pós-apocalíptico, do qual os humanos foram dizimados.
Por acaso, encontra uma pequena comunidade de outros como ele, que estão escondidos das terríveis máquinas que vagam pela Terra com a intenção de exterminá-los.
9 convence os restantes a lutarem pela sobrevivência ao invês de se manterem escondidos, está assim lançado um duelo pela sobrevivência das espécies.

Estamos perante uma animação fabulosa dos estúdios "Focus", estilizada num ambiente futurístico pós-apocalíptico onde a tecnologia reina.
O pormenor dos "bonecos" é brutal e o conceito do argumento é genial, enfim, estamos perante um filme que marca a "diferença" não deixando ninguém "indeferente", uma animação que rompe com a estética normal.
Um filme que nos remete de imediato para o mundo de Tim Burton, produtor do filme.
A não perder.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

The Haunted World of El Superbeasto

Superbeasto é uma personagem de BD criada por Rob Zombie (House of 1000 Corpses, Halloween) que consiste num anti-herói, de origem Mexicana, que luta contra as forças do mal, isto quando não está ocupado a "fornicar" ou a comer e beber.
A caracterização dos personagens é engraçada e o humor mórbido jorra, estamos assim perante uma animação bem ao estilo de Zombie tendo em conta toda a envolvente.
Não sendo nada de soberbo consegue entreter.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

The Thaw

Numa remota estação de pesquisa no Artico, quatro estudantes de ecologia descobrem que o verdadeiro horror do aquecimento global não é o derreter do gelo, mas o que está congelado nele.
Um parasita pré-histórico encontra-se alojado na carcaça de um Mamute forçando os estudantes a ficar em quarentena fazendo sacrifícios sob pena de, ao não o fazerem, infectarem o resto do planeta.

Hoje está em moda o tema do "EcoTerrorismo", este filme aproveita a carroagem para focar o tema. Estamos assim perante um perigo biológico que, caso seja disseminado, põe em risco toda a humanidade.
O filme podia ser bastante interessante caso tivesse outra focagem do tema, se tivesse pegado no ambiente e criado uma maior claustrofobia, o que não acontece. outro factor negativo é o ruído que os insectos fazem, eles chiam que nem porcos!!! enfim uma das manias cinematográficas patente noutros títulos.
Um filme morno que nunca consegue um registo mais elevado nem, tão pouco, assustar-nos.
Val Kilmer passa por lá e garante um cachet.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Transformers - Revenge of the Fallen

A batalha pela terra terminou mas a batalha pelo universo apenas começou, depois de voltar à Cybertron, Starscream assume o comando dos Decepticons e decide regressar à terra com os seus seguidores.
Os Autobots que acreditavam que a paz era possível, descobrem que o corpo de Megatron foi roubado das forças armadas americanas por Skorpinox que o ressuscitará usando uma centelha “Spark”.
Agora Megatron está de volta sedento por vingança e com o reforço de Starscream e Decepticon.
A batalha está iniciada...

Obviamente estamos perante um festival de efeitos especiais, o filme é tão acelerado que por vezes temos dificuldade em focar com clareza algumas "engenhocas"
Shia LaBeouf força aqui a sua representação histérica passando todo o filme a gritar que nem um doido, para forçar ainda mais a gargalhada surge um colega de quarto medroso até dizer chega, personagem completamente dispensável quanto a mim.
Assim sendo temos um filme com duas vertentes essenciais: a vertente efeitos especiais e a (tentativa) humorística.
Aliás temos outra vertente: a beleza dos elementos femininos extremada na personagem Mikaela Banes (interpretada por Megan Fox), Mikaela é simplesmente... belíssima, pelo menos na minha apreciação estética.
Um bom filme para a pipoca, deve ser visto em "altos berros" correndo-se o risco de, no fim do filme, sermos vítimas de surdez temporária causada por tanto martelar metálico.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Trick'r Treat

Filme do lote constituinte do "Motel X" de 2009, relata 4 histórias diferentes que se interligam por acaso. Serial Killers, vampiros, zombies, está tudo lá.
Um filme espectacular que já estava na prateleira à mais de um ano à espera de estrear, para não variar a estreia nacional aconteceu num festival de cinema, imcomprensivel é o facto de um filme deste calibre não passar no circuito mainstream das distribuidoras portuguesas, pese também o facto do filme ser apadrinhado por Bryan Singer (X-Men, Superman Returns, ...).
Faz-me sempre alguma confusão como filmes tão bons vão parar directamente ao mercado video.
Sufocante e cativante do princípio ao fim, prende-nos de uma maneira imaginativa fazendo lembrar alguns clássicos do fantástico, o argumento é tão rico que nunca nos deixamos de surpreender.
O Halloween serve de pretexto para o desenrolar das várias tramas criando assim um ambiente já de si propício ao terror, a conjugação é perfeita, tanto a dos enredos como a do fundo teatral do Halloween.
Um filme a ver, comentar e guardar na memória para futuras discussões.