domingo, 18 de outubro de 2009

Surrogates



Os agentes do FBI (Bruce Willis e Radha Mitchell) investigam o misterioso assassinato de uma estudante universitária, relacionado com o homem que ajudou a criar um fenómeno de "substituição" tecnológico que permite às pessoas comprar perfeitas versões robóticas de si próprias - máquinas aptas e bem-parecidas, controladas por telecomando, que posteriormente assumem as suas vidas - possibilitando a cada um desfrutar a vida, indirectamente, através do conforto e segurança da sua casa. O homicídio desencadeia uma investigação para obter respostas: num mundo de máscaras, quem é real? E em quem é que se pode confiar?
In "CinemaPTGate"

Bruce Willis está de volta numa trama futurista que cheira um bocadinho a tentativa de imitar o inimitável e, inicialmente incompreendido, "Blade Runner" (1982).
Também está colado a "I Robot" (2004), logo, com tanta "colagem", não consegue romper a barreira da originalidade, resulta como filme de acção Sci Fi condimentado pela presença de Willis que consegue dar-lhe o seu toque pessoal, Willis fica muito bem a ser espancado, resulta sempre nos seus filmes.
O futuro descrito não recorre muito à caracterização do parque automóvel, como aconteceu noutros filmes do género, passam por lá velhinhos Chevrolets, Prius etc, nada de futurista, o mesmo acontece com o edificado.
Vê-se bem mas deixa um gostinho a falta qualquer coisa... afira você mesmo o quê.

Sem comentários: